Com o passar dos anos, os nossos dentes vão escurecendo e cada vez mais ficamos com aquele sorriso amarelo. Um problema que tem solução. Com o clareamento dental o paciente pode perder o sorriso amarelo recuperando a cor natural dos dentes.

Para um sorriso mais branco é usado uma técnica de clareamento à laser. A boca é protegida por uma resina aplicada nos tecidos subjacentes (gengiva), que deixa apenas os dentes à mostra. Em seguida é aplicado um gel à base de peróxido de hidrogênio a 35%, que é um poderoso despigmentante. O laser é passado dente a dente por uma espécie de caneta com ponta luminosa. O laser ativa o produto, que remove os pigmentos internos e externos.

O clareamento deve ser feito a cada dois ou três anos.

Como funciona o clareamento dental?
As moléculas dos géis oxidantes (liberadores de oxigênio) penetram na intimidade do esmalte e da dentina, liberando oxigênio que, por sua vez, "quebra" as moléculas dos pigmentos causadores das manchas.

Como posso clarear meus dentes?
Os dentes podem ser clareados através de géis ou pastas oxidantes (liberadores de oxigênio) das seguintes maneiras:

1. No consultório: isolamos os tecidos subjacentes (com uma resina fotopolimerizável) deixando apenas os dentes à mostra e aplicamos um agente oxidante forte. O clareamento dental a laser consiste na ativação do gel clareador especial sobre o dente de uma forma mais rápida que a convencional, podendo-se obter o efeito desejado em uma única sessão.

2.
Em casa (doméstico): o paciente, sob a orientação do dentista, leva um gel oxidante fraco, para usar diariamente em casa.


Posso fazer sozinho ou preciso ir ao dentista?
Não se recomenda clarear os dentes sem orientação profissional. Seja no consultório ou em casa, sempre deve haver monitoramento do dentista.

Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde geral?
Sim. Como outros produtos e medicamentos médicos e odontológicos, quando usados corretamente conforme orientação, não promovem nenhum prejuízo à saúde geral. Eles provocam danos à gengiva?
Não, desde que o paciente faça tratamento supervisionado e não use produtos vendidos pela TV ou em supermercados. 0 dentista confecciona uma moldeira individualizada que cobrirá somente a superfície dental, evitando, assim, que o agente clareador tenha contato direto e contínuo com a gengiva. Qualquer lesão e sensibilidade devem ser imediatamente comunicadas ao dentista.

O dente clareado fica enfraquecido?
Não. A estrutura dental não é afetada.

0 clareamento altera as restaurações já existentes?
Não. Mas o paciente precisa saber que talvez tenha que trocar ou retocar as restaurações antigas: uma vez que as restaurações não sofrem ação dos clareadores, parecerão mais escuras frente aos dentes clareados, causando desarmonia estética.

Posso fazer clareamento em qualquer idade?
Sim. Não há contra-indicação específica quanto à idade. A partir dos 15 anos, é aceitável.

Durante o clareamento caseiro, o que devo e não devo fazer?

Deve fazer:

  • Seguir as orientações do dentista.
  • Observar os dentes diariamente no espelho, monitorando o progresso do clareamento.
  • Guardar o dispositivo, para o caso de necessitar de manutenção.

NÃO deve fazer:

  • Fumar durante o tratamento.
  • Tomar café, chá, beterraba, vinho tinto, Coca-Cola em excesso.
  • Escovar os dentes logo após retirar o dispositivo.

O dente clareado pode escurecer novamente?
Sim. Mas nunca como era antes. Após 1 a 2 anos, pode haver a necessidade de uma manutenção, que é feita em 2 ou 3 noites.

Quais as contra-indicações do clareamento doméstico?
Por precaução, deve-se evitar o tratamento em gestantes e lactentes